Inbound marketing: o que é, exemplos e como fazer (2022)

Inbound marketing: o que é, exemplos e como fazer (2022)

O inbound marketing é uma estratégia não-invasiva. Ou seja, são os clientes que vão até a empresa, não a empresa que vai até os clientes. Isso se dá por meio da produção de conteúdos relevantes, como blogs, redes sociais, newsletters, transmissões ao vivo etc.

O inbound marketing é o tipo de estratégia que apresenta os melhores resultados atualmente.

Ou seja, saber mais sobre ele é essencial para que sua empresa cresça sempre mais.

Como você certamente já sabe, o marketing é um setor extremamente dinâmico. Isso porque as estratégias precisam evoluir em conjunto com a tecnologia e com o perfil do consumidor.

Atualmente, muitos conceitos do marketing clássico estão precisando de revisão. A era digital mudou o comportamento dos clientes de maneira radical, e muita coisa que antes funcionava já não dá resultado.

Os números demonstrados por modelos como os sistemas de CRM e recursos como o email marketing não mentem. O inbound marketing representa o futuro do setor.

Neste artigo, você encontra todas as informações que precisa para começar a desfrutar dos benefícios do inbound marketing na sua empresa. A seguir, você confere:

  • O que é inbound marketing?
  • Qual a origem do inbound marketing?
  • Inbound marketing x outbound marketing
  • Como funciona o inbound marketing?
  • Exemplos de inbound marketing na prática
  • Quais os benefícios do inbound marketing?
  • Marketing de permissão x inbound marketing 
  • Qual a importância de fazer inbound marketing hoje?
  • Como fazer inbound marketing – melhores estratégias e ações de inbound marketing?
  • Por que é tão importante medir os resultados e testar?
  • Projeções para o futuro do inbound marketing
  • Perguntas frequentes sobre inbound marketing (guia rápido)
  • Conclusão

O que é inbound marketing?

Inbound marketing é uma estratégia que se baseia na criação e compartilhamento de conteúdo.

O termo pode ser traduzido como “marketing de entrada” ou “marketing de atração” e foi cunhado nos Estados Unidos.

A principal característica que torna essa estratégia tão eficiente é a rejeição de táticas interruptivas de marketing e o foco na criação de um relacionamento com o cliente em potencial.

Ou seja, em vez de exibir anúncios, o inbound marketing prefere oferecer informações. Isso abre um espaço para diálogo entre as empresas e seu público alvo. Dessa forma, o consumidor vem até você, e não o contrário.

Alguns exemplos de recursos utilizados nessas estratégias são blogs, postagens em redes sociais, vídeos no youtube e newsletters.

Qual a origem do inbound marketing?

O inbound marketing surgiu nos Estados Unidos em 2009, com o lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah.

De lá pra cá, a estratégia se popularizou muito, levando cada vez mais empresas de diferentes portes a adotar o método para conquistar mais clientes, reforçar a própria autoridade perante a audiência e, o que é mais importante, aumentar as vendas.

Inbound marketing X outbound marketing

A grande diferença entre esses dois tipos de marketing está na estratégia para conquistar a atenção do cliente em potencial.

O outbound marketing costuma interromper o fluxo da experiência do usuário. Toda vez que você está assistindo um vídeo e ele é pausado durante a exibição de um anúncio, por exemplo, isso é outbound marketing.

É claro, esse tipo de marketing ainda tem seu espaço. No entanto, é cada vez mais difícil conquistar clientes dessa forma. Os anúncios de interrupção costumam incomodar o usuário ao invés de chamar atenção para a marca de maneira positiva.

Por isso, o inbound marketing tem se mostrado tão eficiente. No lugar de interromper o fluxo da experiência do usuário, ele utiliza ela a seu favor.

Oferecendo informações relevantes, originais e interessantes, é possível chamar a atenção para sua marca sem causar nenhum incômodo. Pelo contrário: você está disponibilizando conteúdo que trará os clientes em potencial até sua marca.

Como funciona o inbound marketing?

Como funciona o inbound marketing

Agora você já entende melhor o que é inbound marketing. Então, vamos aprofundar um pouco nosso entendimento de como essa estratégia funciona.

Um dos principais pilares do inbound marketing, também conhecido como marketing de atração, é a disponibilização de conteúdo.

Pense bem: quando você tem um problema e busca uma solução na internet, como você formula essa pesquisa

Muito provavelmente, você procura informações, e não produtos. É assim com a maioria das pessoas.

Dessa forma, o jeito mais fácil de ser encontrado nas pesquisas do seu público-alvo é oferecendo essas informações.

Isso abre espaço para uma comunicação direta com esses clientes em potencial, permitindo que eles, eventualmente, cheguem “sozinhos” no seu produto como solução.

A experiência do cliente no inbound marketing segue cinco etapas. Veja quais são elas:

Atração

Utilizando os canais disponíveis, como as redes sociais e mecanismos de busca, por exemplo, sua empresa busca atrair possíveis clientes.

É comum a criação de sites, perfis em redes sociais, blogs e landing pages para tornar essa etapa mais eficiente.

Conversão

Uma vez que o site ou blog já tem visitantes, é necessário convertê-los em leads.

Em troca de dados para contato e uma possibilidade da abertura de um canal de relacionamento direto, sua empresa deve oferecer algum valor para os leads. Normalmente, essa oferta é de conteúdo e informação.

Qualificação

Outro objetivo fundamental do inbound marketing é a busca pela qualificação de clientes.

Muitas vezes, é preciso educar as pessoas durante a sua trajetória de compra, para que entendam exatamente como a sua solução pode ajudar a resolver um problema.

Isso facilita muito o trabalho do time de vendas, que somente vai abordar clientes que já estejam nas etapas finais e prontos para realizar a compra.

Além disso, com clientes qualificados também aumentam as chances de realizar upsells, ou seja, a venda de outros produtos da sua empresa.

Venda

Com uma lista de contatos construída, é hora de utilizar estratégias de nutrição de leads. A nutrição é realizada por meio da entrega de conteúdo, que pode ser feita de inúmeras formas. Um ótimo exemplo é o email marketing automatizado.

Nessa etapa, também será feita a qualificação dos leads. Esse processo vai ajudar sua equipe de vendas a entender quais contatos estão prontos para realizar uma compra e quais precisam de mais informações antes.

Fidelização

O inbound marketing não termina assim que uma venda é realizada. É preciso fidelizar o cliente, de maneira a garantir novas vendas. Lembre-se: além de sempre voltar, um cliente fiel também recomenda sua marca.

Esse processo, que vai desde o momento em que o potencial cliente encontra sua empresa até a fidelização, pode ser representado por um modelo chamado funil de vendas.

Quando atingem essa etapa, existe a conversão. Ou seja, uma compra é concretizada e o lead se torna um cliente.

Exemplos de inbound marketing na prática

Exemplos de inbound marketing

Não existe forma mais fácil de realmente aprender um conceito do que com exemplos práticos, não é mesmo? Então, confira alguns exemplos de estratégias do inbound marketing a seguir:

Newsletters informativas

As newsletters são como periódicos recebidos por email. Certamente, se você abrir sua caixa de entrada agora, encontrará alguns exemplos desse tipo de comunicação.

Isso porque é muito difícil encontrar alguém que não receba pelo menos uma newsletter, hoje em dia. Esses emails, que podem ser informativos ou promocionais, tomaram um grande espaço na vida dos clientes em potencial nos últimos anos.

As newsletters são uma ótima maneira de manter o contato e nutrir seus leads. E elas podem ser utilizadas de diversas formas! Por exemplo:

  • um resumo semanal indicando os artigos mais lidos em seu blog;
  • um periódico com as promoções do mês;
  • avisos sobre brindes, eventos e promoções;
  • últimas novidades da área ou da empresa;

Blog com dicas e novidades do setor

Manter um blog para sua empresa é, atualmente, a forma mais eficiente de ser encontrado por novos clientes em potencial. Além de favorecer sua marca nas buscas em sites como o Google, essa estratégia tem inúmeros outros benefícios:

  • demonstra autoridade no setor e gera credibilidade para a marca;
  • mostra para seus leads que você procura informá-los e resolver seus problemas, e não apenas vender seu produto;
  • abre mais possibilidades de captação de leads.

Mas lembre-se: é importante disponibilizar conteúdo original e de relevância no seu blog para que esse recurso funcione em todo seu potencial.

Transmissões ao vivo e webinars

Você sabia que, segundo estatísticas publicadas pelo Facebook sobre o ano de 2018, os vídeos continuam sendo o tipo de conteúdo que gera mais engajamento na rede. Esse formato ocupa o primeiro lugar desde 2015.

Então, não é de se espantar que empresas que investem nos vídeos para oferecer conteúdo exclusivo aos seus leads experimentem resultados incríveis.

Disponibilização de ebooks e kits

Muito eficientes na captação de leads, os ebooks e kits de ferramentas e recursos para ajudar o cliente em potencial são uma das mais populares estratégias do inbound marketing.

Certamente você já visitou alguma página que oferecia o download gratuito de um ebook, templates de planilhas e outros recursos, não é mesmo? Tudo que é pedido em troca é um endereço de email.

Pois bem: esse contato inicial abre portas para todas as outras estratégias do inbound marketing e, principalmente, mostra que o lead se interessa no que sua empresa tem para oferecer.

Quais os benefícios do inbound marketing?

benefícios do inbound marketing

O inbound marketing se consolida como uma das melhores estratégias para captação de leads para empresas dos mais diversos ramos, segmentos e tamanhos. 

Desde microempresas até multinacionais, os benefícios envolvidos incluem lucratividade, redução de custos, etapas de vendas mais objetivas e curtas, relacionamento com cliente mais eficiente e um direcionamento de público ainda mais assertivo.

Vamos ver com mais detalhes todos esses benefícios:

Direcionamento de público

Um dos maiores consensos entre as empresas é: saber se comunicar adequadamente com seus clientes é fundamental, certo?

Mas não basta apenas direcionar a comunicação apropriada ao cliente final.

É importante ter um posicionamento de marca que antecipe a mensagem para atingir, por meio do inbound marketing, aquelas pessoas que ainda nem conhecem sua empresa, produtos ou serviços.

Considerando que consumidores estão cada vez mais ativos na busca de informações relevantes antes de uma compra, não tem como ignorar esse potencial de atração de novos leads.

Para se ter uma noção, 93% da experiência online de clientes começa em uma simples pesquisa no Google.

Se a marca conseguir distribuir, estrategicamente, as ações de inbound marketing para conseguir ser encontrada por seu público-alvo, será muito mais fácil atrair esse lead para o funil de vendas, já que o conteúdo é altamente segmentado.

Relacionamento com clientes

Como vimos, o foco do inbound marketing é entregar conteúdos focados nas necessidades do seu público e não apenas empurrar um produto ou serviço.

Por esse motivo, se estabelece uma relação de confiança que vai se tornando cada vez maior à medida que seus clientes passam a acompanhar os conteúdos da empresa.

A organização vai se tornando cada vez mais uma referência e as pessoas passam a confiar ainda mais nela.

Toda essa interação tem como consequência uma maior proximidade entre empresa e cliente, e isso faz toda a diferença na hora de vender e transformar esse lead em um promotor da sua marca.

Diminuição do ciclo de venda 

O ciclo de vendas nada mais é do que o tempo médio gasto pela sua empresa desde o contato inicial até o fechamento de uma venda, considerando todas as etapas dessa jornada.

Quanto maior for o tempo para converter leads em clientes, maior é o ciclo de venda, o que acaba representando também um custo de aquisição por cliente maior.

Uma das maiores utilidades de uma boa estratégia de inbound marketing é que, por meio dela, é possível reduzir o tempo necessário para alguém comprar.

A disponibilização de um conteúdo altamente relevante e personalizado acelera a movimentação dos leads pelo funil de vendas, colocando-os mais próximos das etapas de decisão para a compra.

Redução de custos

Além de diminuir a duração do ciclo de vendas, o inbound também é uma estratégia relativamente mais barata do que soluções tradicionais, como anúncios em redes sociais ou ativações de marca.

Essa redução de custos, contudo, não faz com que o negócio sofra com a perda de qualidade ou diminuição de resultados.

Na verdade, esse investimento é até mais eficiente, especialmente no médio e longo prazo, já que você vai aumentar o reconhecimento da sua marca perante o público.

Com um desperdício menor de recursos, é possível ter um orçamento maior para aplicar em outras táticas que podem funcionar melhor e, é claro, escalar ainda mais a sua estratégia de inbound marketing para captar mais clientes.

Lucratividade

Outro benefício muito atrativo do inbound marketing é que, no longo prazo, é possível aumentar o ticket médio da sua empresa.

Uma vez que você começa a educar os seus clientes sobre os seus produtos, torna-se muito mais fácil realizar um upsell na hora da compra.

Sua base de clientes vai entender melhor por que a sua solução é a melhor e ficam mais propícios a ouvir o time de vendas e realizar compras maiores.

Marketing de permissão x inbound marketing

Marketing de permissão e inbound marketing: diferenças

Marketing de permissão é um conjunto de ações de comunicação e marketing que são direcionadas a um público-alvo somente com a sua autorização.

O seu principal objetivo é conquistar um consentimento do consumidor para só então enviar mensagens e estabelecer uma relação mais próxima com eles.

Trata-se de um estilo de marketing menos invasivo e inconveniente, já que a abordagem mais convencional muitas vezes pode acabar irritando consumidores em vez de chamar a atenção para um produto ou serviço específico.

Nesse sentido, o marketing de permissão e o inbound possuem uma ligação clara entre si, pois são duas estratégias de comunicação focadas no ambiente digital que tem o mesmo objetivo: conquistar a atenção do cliente de maneira espontânea e natural.

Isso porque estratégias como email marketing, newsletters, blog posts e ebooks, por exemplo, são materiais que só serão enviados com uma autorização prévia e, por esse motivo, precisam ser compostos por textos que sejam relevantes e que engajem os leads.

Ou seja, no fim das contas, uma estratégia acaba sendo complementar a outra.

Qual a importância de fazer inbound marketing hoje

O marketing de interrupção (outbound marketing) tem se mostrado cada vez menos eficiente. O cenário do mercado mudou, assim como o comportamento dos consumidores.

Sua empresa precisa acompanhar essa evolução para não ficar para trás.

Se você busca os melhores resultados possíveis e quer ver seu negócio alcançando todo o potencial que tem, o inbound marketing é o caminho.

E não se preocupe: existem inúmeras ferramentas e recursos que podem ajudar você nesse desafio. A ActiveCampaign é uma delas!

Então, continue lendo esse artigo e acompanhando nosso blog para aprender tudo que você precisa para trazer as vantagens do marketing de atração para sua empresa.

Como fazer inbound marketing – melhores estratégias e ações de inbound marketing

Depois de tudo isso, você deve estar ansioso para começar a implementar o inbound marketing na sua empresa! A seguir, você encontra o que precisa para dar o primeiro passo:

Funil de vendas

Antes de começar a listar as melhores estratégias de inbound, precisamos falar um pouco sobre o funil de vendas, como ele funciona e como implementá-lo no ciclo de vendas da sua empresa.

O funil de vendas é um modelo estratégico que visa mapear a jornada do cliente, olhando desde o primeiro contato até o fechamento do negócio (um modelo também conhecido pelo nome de pipeline).

Ele é composto por um conjunto de etapas e gatilhos cujo principal objetivo é oferecer um suporte maior à jornada de compras.

Apesar de não ser uma estratégia nova, ela é fundamental se você quer produzir mais resultados com o inbound marketing.

Isso porque ela te permite estudar o comportamento do cliente e quais as melhores estratégias para serem utilizadas em cada uma das etapas.

Dessa forma, você vai saber quais tipos de conteúdo são mais adequados para cada um dos clientes que sua empresa estiver monitorando.

Marketing de conteúdo

marketing de conteúdo

Esse é o pilar mais importante do inbound marketing. Você precisa começar a produzir e disponibilizar conteúdo de qualidade para atrair clientes em potencial.

Veja nossas dicas para fazer um bom marketing de conteúdo:

  • crie um blog e sempre mantenha ele atualizado;
  • publique conteúdo original, que seu público não possa achar em nenhum outro site;
  • mantenha-se relevante: fale sobre sua área de atuação, sobre as últimas novidades do setor e procure entender o que seus leitores precisam;
  • publique guias, dicas, tutoriais e infográficos. Esse tipo de conteúdo apresenta uma performance superior!
  • não esqueça do email marketing e das redes sociais! Ficar só no blog não é o ideal. Seus leitores precisam encontrar a marca em todos os canais que frequentam.

SEO

SEO é a sigla para Search Engine Optimization. Em português, o termo é Otimização para Mecanismos de busca. Essa é uma técnica que faz com que seu conteúdo seja encontrado por sites como o Google de maneira mais fácil.

Existem muitos fatores envolvidos em fazer um bom SEO. E, como esse é um setor muito dinâmico, as regras estão sempre mudando. Por isso, recomendamos ficar sempre atento às últimas tendências.

Atualmente, é importante cuidar para que seu conteúdo:

  • tenha uma palavra-chave (aquilo que o usuário irá pesquisar para encontrar sua página) que se repita algumas vezes no texto.
  • conte com termos que se relacionem com a palavra-chave. Por exemplo, em uma página que fala sobre uma receita de bolo, os mecanismos de busca esperam encontrar termos como “forno” e “ingredientes”.
  • esteja dividido em tópicos e seja fácil de ler. Utilize frases e parágrafos curtos e objetivos sempre que possível.

Email marketing

O email marketing ainda é uma das formas mais eficientes de nutrir leads, manter sua marca em evidência e estreitar o relacionamento com os clientes. Então, não deixe de investir nesse recurso.

Para uma estratégia de email marketing eficiente de verdade, você precisa contar com uma ferramenta que possibilite sua automação, como a ActiveCampaign. Com nossa plataforma, você pode:

  • automatizar os envios com ativadores como datas programadas, ações do lead ou periodicidade;
  • escolher um modelo pronto e personalizá-lo em um editor fácil de usar conforme suas necessidades;
  • utilizar recursos de segmentação e campos personalizados para deixar suas comunicações mais pessoais e eficientes;
  • e muito mais!

Conheça todos os recursos da nossa ferramenta, na prática! Clique aqui e comece hoje mesmo seu teste gratuito.

Mídias sociais

Hoje em dia, a grande maioria dos brasileiros possuem perfis nas redes sociais e os verificam com frequência.

Devido à facilidade de utilizar esses recursos e a rapidez da comunicação nessas plataformas, esse também se tornou o canal favorito quando o consumidor precisa se comunicar com uma marca.

Dessa forma, a presença da sua empresa deve estar marcada nas principais redes sociais.

Automação de marketing

O inbound marketing engloba inúmeros detalhes e possui como objetivo oferecer uma experiência personalizada e íntima de atendimento para cada cliente em potencial. Como você pode imaginar, esse seria um desafio praticamente impossível sem recursos de automação.

É por isso que a ActiveCampaign conta com recursos de automação de marketing que se integram completamente com as outras funções da plataforma. Você pode escolher um de nossos modelos de automação e personalizá-lo ou começar do zero.

CRO

CRO e Inbound Marketing

O CRO diz respeito à otimização das taxas de conversão na sua empresa. Lembra como falamos sobre visitantes que são atraídos para seu site e se convertem em leads? Após um tempo e com as estratégias certas de nutrição, ele se converte em um cliente.

As estratégias de CRO visam otimizar a proporção em que essas conversões acontecem. Alguns exemplos dos recursos utilizados são:

  • testes A/B;
  • qualificação de leads;
  • automatização de processos de marketing e atendimento.

CRM

CRM significa Customer Relationship Management, ou gestão de relacionamento com o cliente. Trata-se de um conjunto de estratégias de gestão com foco na satisfação do cliente.

A ferramenta da ActiveCampaign também traz recursos para o CRM na sua empresa, que incluir monitorar e utilizar da melhor maneira possível dados importantes para a otimização dos resultados, como:

  • hábitos de consumo;
  • engajamento do lead;
  • etapa do funil de vendas onde o lead se encontra;
  • lead scoring;
  • sistema de notificações para a equipe de venda;
  • e muitos outros recursos!

Por que é tão importante medir os resultados e testar?

Outra etapa importantíssima do inbound marketing é o acompanhamento de métricas e relatórios. Isso porque, como você certamente sabe, é impossível fazer uma boa administração e otimizar seus resultados se não for possível medi-los.

Dessa forma, é essencial utilizar ferramentas como os testes A/B, que comparam o desempenho entre versões das suas ações. Dessa forma, é possível entender o que dá certo com seu público.

Isso evita o desperdício de recursos com ações que não são tão eficientes quanto poderiam, por exemplo.

Principais métricas de inbound marketing

Mas, então, quais são os indicadores que você precisa acompanhar de perto no inbound marketing? Confira a seguir:

  • ROI (Retorno sobre Investimento);
  • taxa de conversão;
  • custo por visitante conquistado;
  • custo por lead conquistado;
  • custo por cliente conquistado.

Como medir resultados no inbound marketing?

É possível medir os resultados de inbound marketing a partir dos indicadores acima utilizando as seguintes fórmulas:

ROI

Para mensurar os resultados das campanhas de inbound marketing, você pode medir o Retorno Sobre o Investimento (ROI) aplicando o seguinte cálculo:

ROI = (faturamentos – investimentos) / investimentos

Essa métrica pode ser avaliada de maneira integral, isto é, considerando todas as ações de inbound, ou de maneira individual, no qual cada ação é analisada de maneira particular.

Também é possível segmentar o cálculo de acordo com o canal da ação, como no cálculo de ROI sobre as estratégias de SEO, redes sociais, email marketing etc.

Taxa de conversão

É bastante comum a mensuração da taxa de conversão em ecommerce, mas também é possível aplicar essa métrica para avaliar indicadores-chave de desempenho (KPIs) de campanhas de mídias sociais, email marketing, ebooks e landing pages:

  • landing page: total de leads / total de visitas
  • ebook: total de downloads / total de visitas
  • email marketing: total de vendas / total de cliques
  • mídias sociais: total de acessos vindo da rede / leads convertidos

A partir do resultado da taxa de conversão, é importante avaliar quais fatores podem estar contribuindo para o sucesso ou baixo desempenho da campanha.

Por exemplo, se a taxa de conversão de uma landing page está muito baixa, será que existem problemas ou melhorias que podem ser realizadas no texto, formulário, cores ou nos calls to action?

Custo por visitante

O custo por visitante é calculado dividindo o número mensal de visitas pelo valor total investido no site e nas campanhas que direcionam as visitas para ele.

Esse número vai te informar sobre qual é o esforço necessário e quanto sua empresa gasta para fazer com que uma pessoa acesse a sua página.

Custo por lead (CPL)

Para chegar ao custo por lead é necessário dividir o total investido em inbound marketing pelo número gerado de leads. 

Para isso, é necessário ter o total de clientes em potencial gerados das mais diversas fontes de tráfego da sua marca.

Projeções para o futuro do inbound marketing

O futuro do inbound marketing

Uma boa parcela do mercado vem anunciando o fim do inbound marketing como o conhecemos hoje já há algum tempo.

Ou seja, não se trata exatamente do fim do inbound marketing enquanto estratégia, mas do fim do conteúdo digital no formato que ele toma atualmente.

Esse debate é longo e bastante controverso, mas, para que você fique por dentro do assunto, vamos oferecer alguns contrapontos a essa ideia.

Hoje, planejar, produzir e publicar conteúdos relevantes, informativos e interessantes na internet, seguindo uma lógica de jornada de compra, é uma das estratégias mais efetivas na construção de uma imagem perante o público.

Divulgar esses conteúdos de maneira orgânica, propondo ações que potencializam o seu alcance permitem que as empresas enxerguem sucesso na estratégia dentro de poucos meses e com um investimento relativamente mais baixo.

Mesmo assim, diversas organizações  enfrentam problemas na hora de executar uma estratégia de inbound e, por esse motivo, acabam dizendo que ela não tem futuro ou que está prestes a acabar ou ser transformada.

Isso pode acontecer por diversos motivos, como erros na análise dos relatórios, falta de esforço para botar a estratégia em prática ou simplesmente dificuldades na produção de conteúdo que engaja e que seja relevante.

Com essa estratégia mais sólida no mercado, ela deixa de ser uma solução inovadora e atinge um pico de maturidade.

Por isso, o momento é de se questionar sobre os verdadeiros desafios do inbound marketing e não de aposentá-lo.

Trata-se de pensar em soluções para transformar a operação e os planos e trabalhar com novas soluções para obter mais sucesso.

E isso implica levar em consideração algumas questões, como o respeito ao fato de que uma estratégia de inbound exige início, meio e fim e o desenvolvimento de conteúdo que respeite os gostos e senso crítico do público.

Além disso, também é necessário estruturar os times com objetivos claros e métricas compatíveis com o objetivo do negócio, sendo criativo e fugindo do óbvio para oferecer um conteúdo que ninguém mais ofereça.

Então chegamos ao X da questão: o inbound marketing está com o seu fim anunciado?

Não exatamente. O inbound ainda é uma dos métodos  mais eficientes para o posicionamento da marca perante o mercado e para a captação de leads.

Isso não significa que ele não vai sofrer transformações com o passar dos anos, afinal, como vimos, a estratégia já está solidificada e será preciso cada vez mais criatividade e inovação para fazer ela se destacar das demais.

Mas mesmo assim ela ainda está muito longe do seu fim.

Perguntas frequentes sobre inbound marketing (guia rápido)

Agora confira algumas perguntas frequentes sobre o inbound marketing:

O que é inbound marketing?

Inbound marketing é um conjunto de estratégias que tem como objetivo atrair e converter clientes utilizando conteúdo.

Ao contrário do marketing tradicional, o inbound é não-invasivo, ou seja, não são as empresas que vão atrás do cliente, mas os clientes que encontram a empresa por meio de canais como mecanismos de busca, blogs, redes sociais etc.

Como funciona o inbound marketing?

O inbound marketing é uma estratégia não-invasiva. Ou seja, são os clientes que vão até a empresa, não a empresa que vai até os clientes.

Isso se dá através da produção de conteúdos relevantes, como blogs, conteúdo em redes sociais, newsletters, transmissões ao vivo, etc.

Quais os benefícios do inbound marketing? 

Dentre os principais benefícios do inbound marketing, podemos destacar:

  • qualificação de leads;
  • melhor relacionamento empresa-cliente;
  • diminuição do ciclo de vendas;
  • redução de custos;
  • aumento do ticket médio.

Qual a diferença entre outbound e inbound marketing?

A diferença entre inbound e outbound marketing está na estratégia utilizada para conquistar a atenção dos leads.

O outbound marketing, via de regra, é uma estratégia invasiva, que interrompe o fluxo da experiência do usuário. Um exemplo clássico são comerciais de televisão, que interrompem a programação para anunciar um produto.

O inbound marketing segue em outra direção. Trata-se de uma estratégia não-invasiva, em que o cliente vai voluntariamente até o conteúdo produzido pela empresa.

Conclusão

A importância do inbound marketing

O inbound marketing representa, hoje, a melhor chance para fazer sua empresa crescer de verdade.

Trata-se de uma estratégia que evoluiu acompanhando os padrões esperados pelo consumidor e aproveitando o melhor que a tecnologia moderna nos oferece.

Neste artigo, você encontrou tudo o que precisa saber para trazer o inbound marketing para sua empresa. Com ActiveCampaign, esse desafio se torna muito mais fácil de conquistar!

Nossa ferramenta possibilita a automação das ações de marketing e melhor gestão dos recursos das suas equipes. Isso diminui a possibilidade de erros, além de fazer com que até mesmo as menores empresas possam usufruir dos benefícios do marketing de atração!

Clique aqui e comece hoje mesmo seu teste gratuito.

Que tal continuar aprendendo sobre as estratégias do inbound marketing para fazer com que sua empresa decole? Leia também esses outros artigos que preparamos para você: