Desde 2020, a ActiveCampaign vem conhecendo histórias de clientes que encontraram novos formatos de atuação durante a pandemia. E a Casa do Saber é uma delas. Criada há mais de 17 anos, como um ambiente de debates e disseminação do conhecimento, a Casa do Saber teve as suas atividades presenciais interrompidas por conta da COVID-19.

O espaço sempre teve a proposta de oferecer cursos livres, com rigor acadêmico, na área das ciências humanas, ministrados por professoras e professores com reconhecimento em todo o país. Nessa nova fase, toda a equipe se propôs a passar pela transformação digital. Com esse comprometimento, a estratégia deu tão certo que, hoje, a Casa do Saber é 100% online.

Essa mudança trouxe a oportunidade de atingir mais gente, em qualquer lugar do Brasil e do mundo. 

Novos formatos de gerenciar o negócio

Uma nova realidade exige novos formatos de gerenciamento. Nesse momento, a Casa do Saber tinha três principais desafios:

  • Reinventar as práticas do espaço físico para o digital
  • Entender o perfil das pessoas que chegaram na modalidade online
  • Adequar o conteúdo das réguas de emails de acordo com o interesse do público

Antes, os cursos alcançavam entre 20 a 30 pessoas, de um nicho específico em São Paulo, com perfis parecidos. Hoje, com toda a estrutura online de divulgação, há cursos com mais de 1000 inscrições, contando com um público muito heterogêneo e diverso.

Ainda em fase de entender melhor quem são essas novas pessoas que estão chegando, a Casa do Saber já tem informações muito valiosas sobre a sua base de clientes, principalmente, em termos de comportamento. 

Com a estratégia de lançar um curso por semana, Malu Marcolan (Analista de Digital Analytics e BI) e Luiza Geiling (Analista de CRM) contam que se utilizam dos recursos de tagueamento da ActiveCampaign para mapear a jornada das pessoas que consomem esses conteúdos.

Dessa maneira, as tags são aplicadas de acordo com o tipo de curso que foi consumido, considerando assunto, interesses e, até mesmo, professoras e professores. 

Luiza comenta que “As tags da ActiveCampaign ajudam a entender os interesses da base de clientes. Isso nos permite fazer campanhas mais bem direcionadas e segmentadas”. A prova disso são as taxas de abertura que, frequentemente, ultrapassam 60%.

Entendendo o público 

Uma outra estratégia utilizada foi a adoção do formulário de pesquisa, também como forma de mapear os interesses do público. Com base nas respostas, as pessoas recebem uma tag e são incluídas em uma automação com conteúdos relacionados.

Malu destaca que “o uso do formulário da ActiveCampaign traz insights para campanhas e, também, para sinalizar à equipe o que foi reconhecido nesta sondagem de mercado. Assim, temos informações suficientes para lançar produtos cada vez mais ao público”.

Com a digitalização, a Casa do Saber entende que pode ser mais acessível para o público. Portanto, para além do rigor acadêmico e da seriedade dos conteúdos disponibilizados, a democratização e o acesso à educação de qualidade também são parte da missão.

No início da transformação digital, foi um momento de muitos aprendizados. Tinham várias comunicações comerciais, mas havia uma lacuna em se tratando de conteúdos nos quais a base de contatos tinha interesse.

Assim que perceberam isso, adicionaram materiais relevantes na régua de emails de CRM. Isso resultou nas taxas de abertura impressionantes que já citamos. Luiza considera que “o público sabe que vai abrir o email e se deparar com algo de valor, não apenas uma propaganda. Isso alimenta um movimento de empatia, ao se colocar no lugar do cliente, entender o que essas pessoas esperam”.

Para a Casa do Saber, a ActiveCampaign ajuda muito na implementação de uma comunicação efetiva, segmentada e que faça sentido para as pessoas. Luiza e Malu consideram que a instituição não se encaixaria em uma estratégia massificada. E esse é um dos ganhos que elas têm com a plataforma. “A ActiveCampaign permite que façamos campanhas personalizadas. Isso faz com que as estratégias sejam mais específicas e, também, efetivas”.

Recursos que impulsionaram a transformação digital

A possibilidade de integrações é um diferencial para a Casa do Saber. Começaram a utilizar a Eduzz, plataforma online de vendas de cursos, que indicou a ActiveCampaign nesse momento de transformação digital. “Por conta da facilidade da ligação direta com a Eduzz, conseguimos automatizar todo o processo pós-compra. Assim que o lead compra um produto pela Eduzz, recebe, automaticamente, comunicações pela ActiveCampaign. Começa pela sequência de boas-vindas, passando pelo engajamento até o curso começar e os lembretes em dias de aula”, diz Luiza.

Além das integrações, as segmentações também fazem a diferença nos fluxos. Ao utilizar as tags para contatos engajados, desengajados e inativos, as listas são recicladas de maneira dinâmica. Isso significa que, conforme a interação acontece (ou não), as pessoas são adicionadas ou removidas das listas automaticamente.

Partindo desse mesmo princípio, os usuários também recebem tags relacionadas ao curso e aos professores, além de carrinho abandonado e boletos não pagos. E, ainda, as tags de campos personalizados também são utilizadas, tornando a personalização ainda mais específica. Todos esses comportamentos são mapeados para que as comunicações sejam assertivas e efetivas.

Uma outra questão importante é que esse mapeamento também permite um alto nível de personalização. Isso ajuda na seleção de conteúdos, na criação de testes A/B e, inclusive, nas opções de design disponíveis para os emails.

Em relação às automações, a sequência de boas-vindas e a de carrinho abandonado têm grande destaque. A Casa do Saber considera que quanto mais personalizadas e mais possibilidades de trajeto, melhor. 

Luiza e Malu destacam que “houve campanhas de vendas de curso em que programamos os primeiros envios e todo o restante acontecia por automações da ActiveCampaign, utilizando condicionais. Considerando se o email foi aberto ou não e qual email foi aberto ou não. Conseguimos realizar praticamente uma campanha inteira por automação, partindo do primeiro contato com o cliente”. 

O antes e o depois da ActiveCampaign

A Casa do Saber avalia que evoluiu muito a sua estratégia desde que iniciaram com a plataforma até agora. Além de organizarem toda a sua estrutura online, percebem que enviam mensagens mais assertivas, pois já conhecem melhor o público e, ainda, sabem como engajar a base.

“Isso é visível quando enviamos uma comunicação pela ActiveCampaign, alinhada com os interesses dos usuários. Temos um boom de inscrições porque a base já está engajada”, comenta Luiza.

Daqui para a frente, o foco da Casa do Saber está em investir ainda mais na experiência do usuário para aprimorar as estratégias e melhorar as taxas de cliques. Para elas, entender a jornada do cliente é fundamental para alavancar as taxas e atingir os objetivos de negócio.

A história da Casa do Saber já é um sucesso e a próxima pode ser a sua. Que tal fazer um teste grátis da ActiveCampaign e otimizar as estratégias de marketing e vendas do seu negócio? Vamos adorar ajudar a sua empresa a crescer também!