Como uma Fotógrafa Economiza um Dia de Trabalho por Semana Através da Automação de Marketing

 Neste artigo, você:

  • Saberá como a Heather economiza 10 horas por semana através da automação
  • Conhecerá dois softwares de automação de fluxo de trabalho que você pode importar e começar a usar hoje mesmo
  • Descobrirá estratégias específicas para geração, nutrição e qualificação de leads

Heather Read é uma pessoa que tem muitas demandas em sua agenda. Ok, isso talvez seja um eufemismo. Ela é uma fotógrafa de família em tempo integral que atende clientes de vários lugares, desde Chicago até Detroit. Além disso, ela teve seu primeiro filho há um ano, então é também uma dona de casa.

No entanto, ela consegue equilibrar seus negócios com as necessidades de sua família e ainda tem tempo de sobra. Ao automatizar seu processo de geração de leads, ela conseguiu focar nos aspectos de seu negócio que mais gosta e domina. Agora ela está menos estressada e mais produtiva do que nunca. Mas nem sempre foi assim.

Nós conversamos com Heather para saber como ela está usando a automação de marketing para economizar duas horas em seu dia, ganhando 10 horas por semana.

No início…

Há apenas dois anos, Heather estava sobrecarregada e insatisfeita. Como muitos microempreendedores, ela começou seu negócio porque queria ganhar a vida fazendo aquilo que ama, porém, passava a maior parte do tempo fazendo tudo, menos fotografando. Em vez disso, gastava seu tempo gerenciando processos nos bastidores. Ela estava estressada e parecia estar correndo em uma esteira.

“Eu estava sendo sufocada por tarefas monótonas”, diz Heather. “Me sentia presa em uma rotina”. Ela e o marido discutiam sobre isso constantemente. Em que ela estava dedicando seu tempo? O que precisava mudar? Qual seria a solução?

Uma coisa boa, porém, em excesso

Logo no início, Heather tomou uma decisão sábia, recorrendo ao SEO local para obter tráfego orgânico. Foi uma ótima ideia, porque agora ela não precisava mais ficar se esforçando para obter tráfego para o seu site e criar leads. Ela passou a receber muitos leads, porém, isso criou um outro problema.

Uma análise de seu dia de trabalho revelou que a maior parte de seu tempo estava sendo devorada pelo que ela chama de “leads zumbis” — leads que aparecem como qualquer outro, mas que nunca irão se converter. São como mortos-vivos, só que esses, ao invés de comerem cérebros, se alimentavam do tempo dela.

grafico leads qualificados, historia de clientes

Mas, afinal: de que vale se esforçar para escrever emails para pessoas que nunca respondem? E quando respondem, muitas vezes, são apenas especuladores que não concluem a compra ou só estão interessados ​​em encontrar o fotógrafo mais barato.

Essa é uma experiência bastante comum para os freelancers — designers gráficos, criadores de conteúdo, assistentes virtuais e muitos outros negócios autônomos que enfrentam o mesmo problema. A maioria deles não está gerando receita o suficiente para contratar um funcionário para lidar com isso.

Mas então, como a Heather conseguiu equilibrar a comunicação com o cliente durante o processo de marketing e vendas com a realização do trabalho?

Ela precisava de uma maneira de identificar seus melhores leads, ou seja, as pessoas que estavam:

  • Prontas para contratar um fotógrafo
  • Dispostas a pagar suas taxas
  • Interessadas em seu estilo

Qualified leads are interested and ready to buy

Se ela conseguisse fazer isso, o tempo gasto na elaboração de emails e na organização de telefonemas valeria a pena. Removendo os leads zumbis, a comunicação com seus leads levaria apenas uma fração do tempo.

grafico leads qualificados historia de clientes

Então, a ActiveCampaign entra em cena

Para ter controle sobre seu tempo, Heather precisou de:

  • Uma maneira automatizada de coletar leads
  • Uma maneira automatizada de acompanhar os leads
  • Uma maneira automatizada de identificar os leads que seriam convertidos

Com esses três processos automatizados, Heather conseguiu eliminar quase 30% de seu trabalho, liberando bastante tempo e eliminando a frustração de investir em relacionamentos que nunca dariam certo.

Veja abaixo como a Heather conseguiu…

automatizando a geração dos leads

A Heather gera leads usando sua tabela de preços como um incentivo opt-in. O visitante de seu site só precisa preencher um pequeno formulário (nome e email) e então recebe as informações sobre preços em um documento PDF.

Essa é uma estratégia inteligente. O preço é importante para as pessoas e, com a opção de fazer o download, elas podem acessá-lo imediatamente, sem precisar usar o telefone para falar com alguém. Ao usar isso como um opt-in, ela está filtrando pessoas desinteressadas que só fariam volume e gerando leads que ela pode acompanhar.

Cerca de 12% dos visitantes do site passam por essa etapa, então, ela está gerando poucos leads com esse método. Isso é parte do motivo pelo qual seu follow up anterior era tão demorado. A geração de leads de forma eficaz foi uma bênção e uma maldição.

O próximo passo para otimizar seu dia de trabalho foi automatizar a nutrição desses leads com follow up.

Automating follow up

Em um pequeno negócio autônomo como o da Heather, a interação pessoal é muito importante. Os clientes esperam interagir com o fotógrafo pessoalmente. Heather quebrou a cabeça pensando em como poderia criar um follow up automatizado sem sacrificar a atenção pessoal que as pessoas esperavam dela — que foi o que a tornou tão bem-sucedida até então.

Heather conseguiu criar uma sequência de emails automatizada que continha seu carisma e personalidade. Os emails que ela incluiu nessa sequência eram muito parecidos com os que ela já havia enviado manualmente no passado.

Mas, ao enviá-los em uma sequência automatizada, ela eliminou todo o trabalho de fazer o follow up manualmente, economizando boa parte do seu tempo. Ela levou cerca de seis horas preparando isso, o que lhe rendeu quase dez horas de trabalho por semana. Então, só no primeiro mês, a Heather economizou 34 horas por causa de seu investimento de seis horas! Configurar sequências de emails automatizadas é um dos maiores poupadores de tempo e impulsionadores de produtividade para um freelancer — ou para qualquer pequena empresa.

As suas mensagens de follow up estão focadas em explicar por que ela é uma boa fotógrafa e sutilmente defendem o motivo pelo qual ela vale seu preço. Ao longo da sequência, ela convida o contato para responder as mensagens com alguma dúvida.

Use essa automação no seu negócio:

Heather usa uma sequência relativamente simples para nutrir seus leads. Quando um contato responde a um de seus emails, o que é um forte sinal de engajamento, ela automaticamente registra isso em seu pipeline de vendas. Isso permite que ela acompanhe a oportunidade, crie tarefas para gerenciar seu dia de trabalho e mantenha todas as suas comunicações e anotações organizadas.

Essa automação envia um email de boas-vindas e dois emails de follow up, mas você pode adicionar quantos emails  complementares quiser. Se a qualquer momento o contato responder a uma mensagem, isso será registrado e adicionado ao seu pipeline de vendas. Em seguida, uma tarefa será criada para lembrá-lo de responder a esse email.

Você pode importar essa automação e começar a usá-la agora mesmo clicando no botão abaixo, copiando o link e importando-a, utilizando estas instruções.

Get this automation workflow

Automating lead qualification

Agora que Heather estava coletando e acompanhando os leads automaticamente, ela precisava de uma maneira de saber em quais deles valia a pena investir e em quais não.

A ideia de Heather de mostrar seus preços já no início é inteligente por um outro motivo: quando você expõe seus preços às pessoas e elas param de abrir seus emails, esse é um sinal bem claro de que não estão mais interessadas ​​em dar continuidade no projeto depois de saberem quanto você custa.

Essa é uma quantidade significativa de leads que podem ser limados logo de cara. Se eles pararem de se engajar, serão automaticamente eliminados da lista.

Use essa automação no seu negócio:

A Heather entende que os leads que não estão interagindo com seu follow up não estão interessados. Então, em vez de continuar enviando emails para esses leads, ela simplesmente os desinscreve. Isso mantém sua entregabilidade elevada e permite que ela se concentre nos leads engajados e interessados.

Essa automação busca os contatos que não estão abrindo os emails ou clicando em links e cancela a assinatura deles. Você pode importar essa automação e começar a usá-la agora mesmo clicando no botão abaixo, copiando o link e importando-a, utilizando estas instruções.

Get this automation workflow

Os leads que continuam se engajando, mesmo depois de saberem os preços, demonstram que ainda estão interessados. Esses são os chamados leads bem qualificados. Mas ainda assim é muita gente para se comunicar individualmente. Heather precisava de uma maneira de filtrar ainda mais seus leads.

Então, ela implementou outro processo inteligente. Pediu a alguém para separar um tempo para falar com ela ao telefone, usando um serviço de agendamento chamado Calendly. Essa foi uma grande sacada dela por algumas razões:

  • É completamente automatizado, então esses convites não ocupam seu tempo. Se alguém não está interessado e ignora o convite, isso tem pouco ou nenhum impacto sobre ela.
  • É uma ótima maneira de qualificar leads testando o interesse das pessoas. Quão comprometido você está com isso? Está disposto a tirar um tempo do seu dia para falar sobre esse projeto? Está disposto a assumir um compromisso para que isso aconteça?
  • O Calendly integra-se à ActiveCampaign através da plataforma Zapier. Através disso, a Heather pôde usar o compromisso que marcou no Calendly para classificar leads, criar um registro de ações no CRM, iniciar outras automações e muito mais.

Automating closing deals
Depois que um lead é gerado, nutrido e qualificado por se engajar após saber os preços do serviço, a Heather fala com ele ao telefone. Nessa chamada, eles entram em detalhes sobre como a será a sessão, o que esperar, e então ela já marca um compromisso com data e hora para que isso aconteça. Obviamente, o número de leads que chegam até esse ponto, que envolve o seu tempo pessoal, é só uma fração do total de leads que entram em seu pipeline, mas esses estão extremamente comprometidos em trabalhar com ela.

A taxa de fechamento de vendas da Heather por telefone é muito boa. Ela não é nenhuma vendedora profissional, mas qualquer pessoa que tenha chegado nessa etapa provavelmente já está convicta de que deseja trabalhar com ela. Sendo assim, essa pessoa só precisa ter algumas perguntas respondidas e sentir segurança no atendimento da Heather.

historias de sucesso - automação de marketing para fotografos

Atualmente…

O trabalho de Heather não é completamente livre de estresse e nem funciona 100% no piloto automático. Mas agora ela está se ocupando muito menos tentando se comunicar com leads e investindo mais tempo naquilo que realmente gosta — fotografia.


Quer contar sua história em nosso site?

Se você gostaria que sua empresa aparecesse em uma publicação como esta, entre em contato com o Kevin Armstrong neste email: karmstrong@activecampaign.com.

Um teste gratuito vale mais que mil palavras.

Comece hoje mesmo. Não precisa de cartão de crédito.