empreender - aprenda a dizer não

Recupere seu tempo. Diga “não” agora.

Ser proprietário de uma empresa significa vestir vários chapéus diferentes. Em um minuto você é um profissional de marketing. No outro você é um vendedor. E então, de repente, você é o suporte – solucionando problemas com os seus clientes.

Ao mesmo tempo, você provavelmente gasta uma grande parte do seu tempo lidando com coisas administrativas. De acordo com um estudo da Vistaprint, quase 72% dos donos de empresas disseram que tarefas administrativas são o que os mantém mais ocupados.

7 em 10 disseram que o que os mantém mais ocupados são tarefas administrativas.

Como você luta contra isso? Como você recupera seu tempo?

Você precisa dizer “não.”

Sendo tão ocupado, é importante aprender a dizer “não”. Quais tarefas são grandes tomadoras de tempo? Quais delas são legais ou divertidas, mas no final não são tão impactantes? Quais são simplesmente improdutivas?

Ironicamente, quando você aprende a dizer “não”, fica mais fácil dizer “sim”. O tempo que você economiza dizendo “não” permite que você se concentre no trabalho que importa para o seu negócio.

Quando dizer “não” nos negócios

1. Você pode automatizar a tarefa

Dizer não nem sempre significa não fazer algo – às vezes significa fazê-lo com mais eficiência.

A automação permite que você agilize várias tarefas que você teria que fazer por conta própria. Ela pega trabalhos manuais e lentos (pense em processos manuais administrativos, de vendas e de negócios gerais) e lida com eles para você.

Configurar automações é fácil e talvez possa automatizar mais do que imagina (uma de nossas clientes, Heather, economizou 10 horas por semana com automações).

Aqui estão alguns artigos úteis sobre automação:

2. Quando o escopo do trabalho fica muito grande

É importante mostrar valor aos seus clientes o mais rápido possível. O scope creep acaba com a sua velocidade. E, infelizmente, é muito comum que os projetos aumentem e se tornem demais para lidar.

Você sempre pode melhorar algo quando isso existir. Mas você não saberá necessariamente se está aprimorando as coisas certas até receber um feedback dos seus clientes.

Aqui estão algumas outras leituras sobre como gerenciar o scope creep

3. Nenhum valor comercial

No final do dia, você precisa de receita. Para gerar receita, você precisa focar no valor que você dá aos seus clientes.

Escolher no que trabalhar (e no que não trabalhar) é um desafio de priorização. Você precisa decidir com base em coisas como…

  • Alcance: O número de pessoas que vai afetar
  • Impacto: Qual a probabilidade de gerar uma reação
  • Esforço: Quanto tempo vai levar para ficar pronto

Veja mais conteúdos sobre manter o foco e agregar valor:

Como dizer “não” aos clientes

4. Seja firme (especialmente em público)

Um cliente pede para você criar um novo produto. O que você diz?

Melhor cenário possível? Você é claro e direto sobre os seus planos. Você se mantém firme à sua visão e expressa o “não” com confiança e respeito.

Infelizmente, é fácil hesitar e agir sem certeza. Por não ser firme, você perde o controle e a credibilidade. Ou pior – se isso ocorrer em um fórum público como as mídias sociais, as pessoas podem ver sua indecisão como falta de confiança ou visão.

Você precisa ser forte e confiante ao dizer “não”. As pessoas podem perceber fraqueza e, infelizmente, podem explorá-la se você não mantiver firme.

5. Apoie o seu “não” com provas concretas

Às vezes, a maneira mais fácil de dizer “não” é apoiando sua decisão com fatos.

Se você fosse dono de uma agência de marketing digital e seu cliente pedisse que você fizesse o rebrand de uma de suas ofertas de produtos existentes, é de seu interesse dar um passo atrás e coletar informações.

Em vez de mergulhar no trabalho imediatamente:

  1. Trabalhe com o cliente para definir os objetivos (e analise os dados que levaram à decisão)
  2. Por conta própria, mergulhe nos dados, nas melhores práticas e no cenário competitivo para entender as implicações de um rebrand.

Ninguém gosta de ouvir “não”. Mas se você aparecer com fatos de apoio, as pessoas ficam muito mais propensas a entender sua decisão.

6. Mostre para as pessoas a situação da sua perspectiva

Os seus cliente nem sempre sabem tudo em que você está trabalhando.

E você está trabalhando em muita coisa, certo?

Às vezes, as pessoas pedem coisas sem pensar no efeito que isso terá nos seus outros trabalhos.

Quando você disser “não”, dê contexto. Mostre a sua perspectiva para as pessoas. Deixe que elas vejam tudo em que você está trabalhando, para que elas entendam as consequências de se dizer “sim.”

Todo mundo é ocupado e todo mundo se sente ocupado. Quando as pessoas entendem o quão ocupado você é, é mais provável que elas aceitem ouvir “não.”

Diga “não” para que você possa dizer “sim”

As coisas para as quais você diz “não” ajudam a determinar para o que você pode dizer “sim”. Isso te ajuda a priorizar.

No trabalho, nos negócios e até com seus amigos e família – há razões poderosas para dizer “não” e dizê-lo bem.

Ainda assim dizer não é difícil. É por isso que criamos o primeiro gerador de “não” – para que você sempre tenha um “não” pronto para você passar pelo dia. Diga “não” agora.